SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

Secretária discute reorganização da urgência e emergência

Imprimir esta Notícia

roza

 

Texto: Mônica Lima

Fotos: Carla Cleto

A secretária de Estado da Saúde, Rozangela Wyszomirska, apresentou, na manhã desta segunda-feira (2), proposta para reorganização da Rede de Urgência e Emergência da terceira região de saúde, que abrange 11 municípios.

A apresentação ocorreu durante reunião extraordinária da Comissão de Intergestores Regionais (CIR), no auditório da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). A ação visa melhorar a assistência à saúde dos moradores da região da Zona da Mata.

A reorganização da Rede de Urgência e Emergência faz parte do projeto de regionalização, que contemplará as dez regiões de saúde, fazendo com que os usuários do SUS tenham os serviços em sua própria região, sem a necessidade de se dirigir para Maceió, superlotando as unidades, a exemplo do Hospital Geral do Estado (HGE).

Pela proposta apresentada pela secretária Rozangela Wyszomirska, o primeiro passo é o paciente ser atendido no hospital referência para porta de entrada de urgência e emergência, sendo estabilizado e, dependendo da gravidade do caso, encaminhado para dar continuidade ao tratamento ou até mesmo sendo liberado se não houver necessidade.

Após a passagem por um pronto-atendimento, o paciente deverá ser encaminhado para uma unidade no município e dar continuidade ao tratamento com uma equipe médica da atenção básica ou ainda por meio de uma unidade domiciliar. Segundo a secretária, o município terá que definir qual será a unidade que ficará responsável pelo tratamento do usuário, para que ele não retorne à urgência e emergência.

De acordo com Rozangela Wyszomirska, a terceira etapa será verificar as necessidades dos pacientes: se irão precisar de internamento, exames e cirurgias, que poderão ser realizados na região.

Com relação à alta complexidade, a exemplo da oncologia, a secretária informou que o Plano Estadual Oncológico foi aprovado pelo Ministério da Saúde. Em relação a leitos de UTI, está tentando a ampliação desse número no Hospital Escola Hélvio Auto e na Unidade do Agreste, quando esta for ampliada.

A secretária também anunciou a proposta de organização da Rede de Transporte Sanitário, cabendo ao Estado liberar as ambulâncias e, aos municípios, a regulação e manutenção do veículo. Nessa ação, uma região será escolhida para projeto-piloto,devendo, em  seguida, ser implantado nas demais regiões de saúde.

 

????????????????????????????????????

relacionadas

CIB