SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

No Dia Nacional da Saúde, Sesau orienta como prevenir doenças

Imprimir esta Notícia

1f2d1eed2f903fe0f5cd3a616eca68cc_L

Repórter: Fabiano Di Pace
Fotos: Carla Cleto

No Dia Nacional da Saúde, celebrado nesta sexta-feira (5), para promover a saúde e bem-estar da população, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) oferece dicas sobre como aumentar o  bem-estar e prevenir doenças.

A supervisora de Educação e Promoção da Saúde, Malu Albuquerque, explicou que a adoção de hábitos de vida mais saudáveis é essencial para a conquista de uma boa saúde física e mental.

“As pessoas devem adotar hábitos que as auxiliem a manter um bom funcionamento do corpo, como uma dieta balanceada e exercícios físicos regulares, além de evitar o consumo excessivo de álcool e o fumo”, alertou a supervisora.

“O consumo de tabaco ainda aparece como uma ameaça à saúde dos alagoanos”, alertou a técnica do Programa Estadual de Combate ao Tabagismo, Vetrúcia Teixeira.

De acordo com ela, mais de 11% da população brasileira é fumante, mas Alagoas está abaixo desta média, já que apenas 8,8% da população acima de 18 anos é fumante e, na faixa etária dos 13 aos 15 anos, o percentual é ainda menor, correspondendo a 6%.

Para Vetrúcia Teixeira, a redução se deve ao trabalho da Política de Combate ao Tabagismo que a Sesau realiza, envolvendo a prevenção, tratamento e o ambiente livre do tabaco.

????????????????????????????????????

Trânsito

Outro fator importante para a segurança e prevenção à saúde são os cuidados com relação ao trânsito. De acordo com Eloy Yanes, que é técnico do Programa Estadual de Promoção da Saúde, a utilização de bebidas alcoólicas é responsável por graves tragédias e por cerca de 30% de todos os acidentes de trânsito.

Eloy ressaltou que o número de vítimas mortais ligados a acidentes tem diminuído em Alagoas. “De acordo com dados da Perícia Oficial do Estado de Alagoas, foram registrados 345 óbitos por acidentes de trânsito nos primeiros seis meses de 2016, um número 7,2% menor do que o registrado no ano passado”, ressaltou o técnico, lembrando que, apesar da redução, o número de acidentes graves ainda é considerado alto.

“A Sesau está comprometida em atuar, junto com órgãos de trânsito e de fiscalização, para a diminuição desses números, atuando de forma educativa e ampliando o alcance e resolutividade dos serviços de emergência”, salientou Eloy, ao evidenciar que, além de ser um ser uma péssima combinação dirigir após embriagado, o consumo de álcool também está atrelado ao surgimento de doenças, como o câncer.

relacionadas

CIB