SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

Sesau discute com municípios turísticos medidas para o Carnaval

Imprimir esta Notícia

Repórter: Fabiano Di Pace

Repórter Fotográfico: Olival Santos

A Gerência de Vigilância Sanitária, da Superintendência de Vigilância em Saúde da Sesau, reuniu, na terça-feira (21), técnicos das Vigilâncias Sanitárias de São Miguel dos Milagres, Barra de Santo Antônio, Barra de São Miguel, Marechal Deodoro, Paripueira, Porto de Pedras e Maragogi. Esses municípios com tradição carnavalesca, ampliam em muito sua população, com expansão da oferta de serviços e produtos, especialmente, o comércio ambulante, aumentando e potencializando os riscos para a saúde.

Na ocasião, contando com a presença de representação do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems/AL) e de técnicos da Vigilância Estadual, foram apresentadas e discutidas as principais medidas adotadas pelas Secretarias Municipais de Saúde, em termos de prevenção e de cuidados, além da adoção de plantões e fiscalizações durante os festejos do carnaval. Alguns municípios, inclusive, relataram que esse trabalho foi iniciado bem antes do carnaval.

Para Paulo Bezerra Nunes, gerente da Vigilância Sanitária Estadual, os municípios já têm como prática a intensificação da fiscalização das normas de higiene e segurança, em épocas festivas. “A organização dos espaços públicos, verificar o uso de equipamentos de proteção individual como luvas, aventais e toucas e a  higienização correta de produtos como latas e garrafas devem ser observados”, alertou o gerente

Para a superintendente Cristina Rocha, além da importante atuação da Vigilância Sanitária local, antes e durante o carnaval, é fundamental manter a articulação com outras áreas no município, no sentido de manter uma vigilância ativa para detectar ocorrências relacionadas ao consumo de alimentos e bebidas. “A ocorrência de doenças e agravos, como diarreias ou intoxicações, com suspeita de estarem relacionadas à água e aos alimentos, devem ser notificadas e investigadas, principalmente quando atinge um maior número de pessoas em situação de maior fluxo de população e não há um controle completo das condições de higiene” pontuou a superintendente.

A Sesau por meio do Cievs mantém um plantão permanente para o recebimento dessas notificações de modo a adotar providências para uma melhor apuração da situação e das suas causas. O Cievs recebe notificações por telefone 82 98882-9752; 3315-2059, ou pelo e-mail: notifica@saude.al.gov.br.

relacionadas

CIB