SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

Sesau inicia ação alusiva ao Dia Mundial Sem Tabaco

Imprimir esta Notícia

Repórter: João Victor Barroso

Repórter Fotográfica: Carla Cleto

O fumo continua sendo uma das principais causas de diversas doenças e responsável por cerca de seis milhões de mortes em todo o mundo por ano, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) iniciou as atividades em alusão ao Dia Mundial sem Tabaco, comemorado em 31 de maio, com uma palestra para profissionais e usuários do Hospital Escola Portugal Ramalho (HEPR), nesta quarta-feira (17), no auditório da unidade hospitalar.

O tema da campanha desse ano é “Tabagismo, uma ameaça ao desenvolvimento sustentável”, trazendo um alerta para os prejuízos que o tabaco causa ao meio ambiente, como o desmatamento de florestas para a produção dos cigarros.

“Com essa abordagem de preservação do meio ambiente, nós pretendemos conscientizar os fumantes e toda a população de que para cada 300 cigarros uma árvore nativa, principalmente da Mata Atlântica, é derrubada, virando lenha para secagem as folhas de tabaco. Com o desmatamento os níveis de oxigênio, os rios, prejudicando todo um ecossistema”, afirmou a assessora do programa estadual de combate ao tabagismo da Sesau, Vetrúcia Teixeira.

Ainda de acordo com a assessora da Sesau, a palestra teve como intuito alertar os usuários e profissionais do HEPR sobre esses danos ao meio ambiente e os prejuízos do tabaco para os fumantes e as pessoas que compartilham desse mesmo local com essas pessoas.

“Toda a população deve ter outra postura para enfrentarmos o tabagismo de frente, causador de cerca de 50 doenças, e tem matado cerca de 600 mil pessoas não fumantes por ano, vítimas do fumo passivo. Para mudar esses hábitos os fumantes precisam de ajudar de profissionais da saúde para largarem o vício, e apresentamos um pouco sobre o Programa Estadual contra o Tabagismo”, afirmou Vetrúcia Teixeira.

As pessoas que quiserem largar o fumo podem procurar os Núcleos de Controle do Tabagismo que estão localizados em Arapiraca, Belo Monte, Girau do Ponciano, Maceió, Palmeira dos Índios, Teotônio Vilela, Junqueiro, Quebrangulo, Campo Alegre, Messias, Piaçabuçu, Cajueiro, Chã Preta, Quebrangulo, Capela, Paulo Jacinto, Viçosa, Pindoba, Mar Vermelho e Atalaia. As unidades possuem uma equipe multidisciplinar compostas por psicólogos, assistentes sociais enfermeiros, médicos e farmacêuticos.

Antes de começar a palestra o coral da secretaria municipal de saúde fez uma apresentação para os pacientes e profissionais do Hospital Escola Portugal Ramalho.

relacionadas

CIB