SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

COMBATE AO AEDES AEGYPTI/SUPERVISOR PEDE TRIPLICAÇÃO DE CUIDADOS

Imprimir esta Notícia

O supervisor de endemias da Secretaria de Estado da Saúde, Paulo Protásio, pede a sociedade alagoana, nestes dias finais do inverno, que triplique os cuidados para reduzir as oportunidades de a fêmea do Aedes aegypti depositar seus ovos em água parada, contribuindo assim para reduzir a população desses insetos e, por conseguinte, evitar epidemias de dengue, zika e chikungunya.  O ovo do Aedes aegypti, de acordo com Paulo Protásio, é extremamente resistente, podendo durar por mais de um ano, quando as condições são desfavoráveis. Os ovos podem eclodir em minutos quando imersos em água, explica Protásio. Outra característica que contribui para a proliferação da espécie é a alta capacidade reprodutiva. Uma única fêmea, de acordo com o supervisor endemias, pode colocar aproximadamente 100 ovos por ciclo.

Redação: Marcel Vital/Raimundo Gomes

Em 12-7-17

 

 

relacionadas

CIB