SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

Christian presta contas das ações na saúde durante o 1º quadrimestre

Imprimir esta Notícia

 Repórter: Marcel Vital

Repórter Fotográfico: Anderson Moreira

Atualizada às 12h18 de 09/08/2017

Para prestar contas dos investimentos realizados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), durante o primeiro quadrimestre deste ano, o titular da pasta, Christian Teixeira, esteve na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) nesta segunda-feira (7). Na ocasião, ele falou do planejamento estratégico e financeiro, além dos avanços alcançados e da construção de novas unidades, que irão aumentar o número de leitos, visando atender os alagoanos.

Inicialmente, Christian Teixeira informou que o relatório de prestação de contas do Sistema Único de Saúde (SUS) foi dividido em quatro capítulos. O primeiro tratou da execução orçamentária – que aponta a fonte e os recursos aplicados no quadrimestre, com dados extraídos do Sistema de Informações Sobre Orçamento Público da Saúde (SIOPS). O segundo capítulo se referiu às auditorias realizadas, o terceiro abordou a oferta e produção de serviços de saúde e, o último, trouxe informações complementares.

Segundo o gestor, o objetivo estratégico da pasta é sempre garantir o acesso da população aos serviços públicos de saúde, por meio de estratégias como a melhoria da resolutividade da Atenção Básica e o aumento do protagonismo do cidadão no cuidado com a própria saúde.

“O nosso maior desafio, mesmo nos tempos de crise, é manter os serviços de saúde abertos aos usuários. Nos primeiros quatro meses deste ano, conseguimos grandes avanços na área, e o Governo do Estado tem investido neste âmbito como nenhum outro. A nossa prioridade é construir mais hospitais e melhorar aqueles que já existem, pois estamos trabalhando arduamente, no sentido de comprar mais medicamentos, com maior celeridade e qualidade, para que a população alagoana seja beneficiada da melhor forma possível”, destacou.

Quanto às despesas com ações e serviços públicos de saúde, foram empenhados, de janeiro até abril deste ano, R$ 252. 969. 996,82. Em todo o Estado, foram realizadas 142 auditorias, sendo 7,75% delas referentes à base de pagamento administrativo, 2,11% em avaliação de unidades de saúde, 2,11% em habilitação de serviços, 2,82% em demanda judicial, 83,80% em home care e 1,81% em auditorias compartilhadas.

Além dos dados financeiros, o secretário de Estado da Saúde também informou sobre a produção hospitalar por complexidade, onde foram realizados 52.386 procedimentos de Média e 3.246 de Alta. Na ocasião, Christian Teixeira destacou que a produção hospitalar correspondeu a 55.632 procedimentos de diagnóstico, clínicos, cirúrgicos e transplantes de órgãos, tecidos e células, enquanto a produção ambulatorial foi de 15.154.549.

Já com as demandas judiciais, a Sesau conseguiu, por meio do Núcleo Interinstitucional de Judicialização da Saúde (Nijus), atender 1.464 casos. Do total, 940 solicitações foram respondidas administrativamente, o que corresponde a 64,21%, e 524, pela via judicial, o que equivale a 35,79% de todas as demandas.

Novos Serviços – Ainda durante a prestação de contas do primeiro quadrimestre deste ano, o gestor destacou as ações e os serviços que foram implantados e têm beneficiado, ainda mais, a saúde do usuário do SUS. Na Unidade de Emergência do Agreste, em Arapiraca, cujo índice de satisfação dos pacientes subiu para 98%, um novo tomógrafo foi implantado, ampliando a oferta de exames para os usuários do Agreste, Sertão e Baixo São Francisco.

Já na Unidade de Hemodinâmica do Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, a Sesau disponibilizou o estudo eletrofisiológico. O investimento do Governo do Estado na melhoria da alimentação infantil, por meio de suplementos de vitaminas e minerais em pó, reduziu a mortalidade infantil em Alagoas. Quanto às crianças com microcefalia, um convênio permitiu que elas passassem a ser avaliadas pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e, ainda nos quatro primeiros meses deste ano, o Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD) passou a funcionar em 13 municípios.

Outras Ações – Também durante os meses de janeiro, fevereiro, março e abril deste ano, as ações do Governo Presente registraram quase cinco mil atendimentos a área da saúde. A Central de Transplantes de Alagoas, em apenas um mês, conseguiu um feito inédito, realizando dois transplantes de corações para dois alagoanos.

Ainda no primeiro quadrimestre de 2017, segundo ressaltou Christian Teixeira, foi iniciada a construção do Hospital Metropolitano e entregues 10 novas ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ainda com relação ao Samu, houve o treinamento qualificado para os socorristas de oito Bases Descentralizadas, a orientação a 77 municípios afetados pela seca sobre a qualidade da água, além da reforma do prédio sede da Sesau, em parceria com a Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris).

 

relacionadas