SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

Sesau promove oficina sobre Plano de Gestão do Trabalho

Imprimir esta Notícia

Repórter: Marcel Vital

Repórter Fotográfica: Carla Cleto

Com o intuito de disseminar conhecimentos e construir espaços efetivos de gestão de trabalho, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) promoveu, nesta sexta-feira (11), a 2ª Oficina de Elaboração do Plano Operativo de Estruturação da área de Gestão do Trabalho da Educação em Saúde. A capacitação aconteceu no auditório Vera Rocha, na Universidade Federal de Alagoas (Ufal), e foi destinada aos gestores municipais de saúde e responsáveis pelo setor de Recursos Humanos.

De acordo com Robson Silva, gerente executivo de Valorização de Pessoas da Sesau, a iniciativa da oficina fez parte de um estudo realizado pela pasta, em 2012, onde foi detectado que apenas 30% dos municípios alagoanos possuíam estrutura física e organizacional de seus recursos humanos para atender seu público-alvo

“A partir desse dado, tomamos uma iniciativa para dar apoio estrutural aos municípios, nos eixos de Gestão do Trabalho do SUS, da Gestão em Educação em Saúde e na Qualidade do Trabalho de Humanização. Essa é uma preocupação da Sesau em construir um Plano Operativo de Estruturação da área de Gestão do Trabalho da Educação em Saúde para que os municípios se capacitem e que, realmente, possam organizar suas áreas de RHs de forma eficiente, pois o servidor valorizado e estimulado consegue realizar um atendimento ainda melhor para o usuário do SUS, que é, sem sombra de dúvidas, o nosso produto final”, explicou.

Entre os participantes, Thécio Canuto, farmacêutico e coordenador do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), do município de Paulo Jacinto, destacou o momento como enriquecedor, porque, segundo ele, tendo um RH qualificado, é possível com que se atinjam todas as necessidades em nível de Educação Permanente e Educação em Saúde, assim como outras solicitações provenientes dos servidores.

“Há, praticamente, um ano, com muita dedicação e esforço, temos um RH mais organizado e conseguimos atender quase 80% dos servidores em todas as áreas das quais eles estão locados. Antes não tínhamos um trabalho tão efetivo. Hoje, contamos com uma sala específica para metodizar e quantificar as questões relativas dos nossos servidores. Por isso, uma oficina como esta, é de suma importância para continuarmos crescendo”, ressaltou.

Emily Carvalho, assessora técnica responsável pela área de apoio aos municípios da Gerência Executiva de Valorização e Desenvolvimento de Pessoas da Sesau (GEVDP), acredita que, após o Plano Operativo de Estruturação da área de Gestão do Trabalho da Educação em Saúde, os municípios se comprometam, num prazo de um ano, a avançar em alguns produtos e ações, no que diz respeito aos eixos de Gestão de Trabalho, Educação em Saúde e de Qualidade de Vida do Trabalhador e Humanização.

“Esperamos que essa oficina tenha um impacto positivo na qualidade dos serviços, tanto na vida do trabalhador, mas, principalmente, no usuário do SUS, porque, de certa forma, isso tem haver com relação a cadastros, a folhas de pagamentos, a arquivos, as pastas funcionais e ao dimensionamento, no que diz respeito à distribuição qualitativa e adequada para os profissionais dentro de suas unidades”, destacou.

relacionadas