SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

Hospital Geral recebe vítimas do simulado de acidente químico

Imprimir esta Notícia

Repórter: Neide Brandão

Repórter Fotográfica: Carla Cleto

Prestar atendimento a vítimas em caso de acidentes industriais é um dos papeis do dia a dia do Hospital Geral do Estado (HGE) e outras unidades hospitalares dentro do simulado do programa de Alerta e Preparação da Comunidade para Emergências Locais – APELL, que aconteceu na manhã desta sexta-feira (29) no bairro do Trapiche da Barra.

A simulação de evasão teve a participação de órgãos públicos integrantes do grupo de alerta, além dos representantes da Braskem e os moradores da região. De acordo com Karlla Martiniano, engenheira de segurança do HGE, várias reuniões e atividades de mobilização antecedem o simulado, para definir  e  orientar a participação de cada grupo no exercício.

“No HGE, foram realizadas reuniões com a equipe da hotelaria, da assistência ao paciente, com profissionais da área Vermelha Clínica, psicologia, assistentes sociais, enfermeiros, coordenação das áreas Azul e Verde, entre outros; uma reunião exclusiva com a central telefônica e assessoria de comunicação. O HGE sempre foi um parceiro, o treinamento reforça conceitos com as condutas adequadas a assistência de pacientes com contato aos produtos que estão dentro do protocolo”, disse a engenheira.

Segundo ela, o objetivo do programa APELL é garantir à comunidade e ao meio ambiente as condições de segurança e proteção em caso de acidente químico. Para isso, mobiliza órgãos públicos e privados na orientação, monitoramento e evasão das pessoas localizadas na área de influência.

O HGE é responsável por receber e prestar atendimento às vítimas em caso de acidentes na área, encaminhadas pelo grupo de triagem, atendimento aos traumas e emergências pré-hospitalares. Os outros hospitais da região também participam da assistência, mas o HGE, por estar mais próximo e ser portas abertas, recebe atenção especial do programa.

O cenário proposto pelo simulado para este treino de evasão foi um vazamento na fábrica Cloro Soda, situada à Avenida Assis Chateaubriand, com a incidência de ventos na direção do Trapiche. Duas vítimas foram encaminhadas ao HGE por apresentarem maior gravidade na inalação do produto.

Esta é a quarta vez que o bairro do Trapiche recebe uma edição do simulado de evasão, realizado para verificação e checagem dos treinamentos de segurança que, ao longo de todo o ano, foram objeto das reuniões  e discussões do programa APELL. Nesta ocasião, os órgãos públicos aproveitam o momento para testar seus próprios procedimentos de segurança e controle de cenário.

relacionadas

CIB