SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

Parque Shopping cadastra doadores de medula nesta quarta

Imprimir esta Notícia

Repórter: Josenildo Törres

Repórter Fotográfica: Carla Cleto

 

Com o propósito de aumentar o número de alagoanos inscritos no Registro Nacional dos Doadores de Medula Óssea (Redome), que corresponde a 40.873 pessoas, o Hemocentro de Alagoas (Hemoal) vai promover uma campanha para cadastrar voluntários. A ação acontece nesta quarta-feira (29), das 10h às 16h, ao lado da loja Tokstok do Parque Shopping, localizada no bairro Cruz das Almas, em Maceió.

Por meio desta iniciativa, o Hemoal espera aumentar as chances de encontrar um doador compatível para os pacientes que estão esperando um transplante de medula óssea. Isso porque, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), para cada 100 mil doadores, apenas um será compatível com um receptor, a exemplo da pequena Carolina Cavalcante, de apenas quatro meses, que é acometida pela imunodeficiência combinada grave, doença que a deixa sem imunidade e a faz necessitar de um transplante de medula óssea.

“Para pacientes como a pequena Carolina, a única alternativa para salvar a vida é um transplante de medula óssea. Daí porque, a necessidade de aumentarmos o número de alagoanos cadastrados no Redome, para aumentarmos as chances de encontrarmos um doador compatível”, evidenciou a assistente social do Hemoal, Régia Peixoto.

Como se cadastrar

Para ser um doador voluntário de medula óssea é necessário ter mais de 18 anos, boas condições de saúde e portar o CPF e a Carteira de Identidade, além de informar o endereço residencial. Após preencher um formulário, o voluntário doa cerca de 5 ml de sangue, cuja amostra será submetida a um exame laboratorial para obter um código genético.

Após o mapeamento, haverá um cruzamento com os dados do Cadastro Nacional de Receptores de Medula Óssea (Rereme). Por meio deste procedimento, será atestado se o voluntário é compatível com algum dos pacientes que necessitam de doação.

Para se cadastrar no Redome, basta se dirigir ao Hemoal Trapiche, que funciona ao lado do Hospital Geral do Estado (HGE), de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h e, aos sábados, das 8h às 17h. No interior do Estado, o cadastro pode ser realizado no Hemocentro Regional de Arapiraca (Hemoar), situado na Rua Geraldo Barboza, no Centro, que funciona de segunda a sexta, das 7h30 às 17h30.

Como ocorre a doação

Em caso de compatibilidade, segundo a assistente social do Hemoal, o voluntário será convocado para realizar a doação e, posteriormente, haverá o transplante para o receptor. “O procedimento consiste em uma punção na medula óssea, que não deve ser confundida com a coluna vertebral, onde será retirado um líquido esponjoso que, será transplantado”, explicou Régia Peixoto.

relacionadas