SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

Samu faz capacitação sobre limpeza e desinfecção de ambulâncias

Imprimir esta Notícia

 

Repórter: João Victor Barroso

Repórter Fotográfica: Olival Santos

 

Manter as ambulâncias livres de micro-organismos e bactérias para evitar infecções pré-hospitalares. Foi esse o intuito da capacitação feita pela Central Maceió do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O treinamento aconteceu nesta quinta-feira (30), no auditório do Núcleo de educação Permanente, no bairro do Farol, em Maceió

Os 15 profissionais do serviço de desinfecção do Samu Maceió puderam conhecer melhor o novo protocolo que está sendo implantado, seguindo as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mostrando técnicas, protocolos e os procedimentos de operação padrão para a limpeza das ambulâncias.

Segundo Edvânia Salvador, enfermeira da comissão de controle infecção pré-hospitalar do Samu, os profissionais higienizam o interior de todas as Unidades de Suporte Básico (USB) e das Unidades de Suporte Avançado (USA) diariamente, limpando portas, teto, piso, mobiliário, maca, colchão, e todo o interior das viaturas são higienizados assim que as ambulâncias chegam de uma ocorrência.

“Estamos capacitando nossa equipe para reduzir os riscos de contaminação pré-hospitalar de pacientes, por bactérias ou qualquer outro micro-organismo, além de preservar a saúde e bem-estar de nossos socorristas e da equipe de higienização, que estará mais qualificada para o serviço de higienização garantindo um ambiente de trabalho limpo e seguro para todos os profissionais”, afirmou a enfermeira.

Para deixar o interior das ambulâncias estéril existe a limpeza concorrente, utilizando uma solução à base de hipoclorito, e depois água corrente. E a limpeza terminal, nas ocorrências em que tenha a presença de fluídos corporais, com um pano seco é tirado o excesso desse material e após o interior da ambulância é higienizado com a solução de hipoclorito e água corrente.

Os materiais reutilizados desinfetados pela equipe são as tábuas de imobilização e colares cervicais. Para fazer esse processo os servidores devem sempre utilizar os equipamentos de proteção individual (EPIs) como touca, óculos de proteção, luvas, botas e máscara.

relacionadas