SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

Portal do Cidadão da Saúde atinge 1 milhão de visualizações

Imprimir esta Notícia

Repórter: Fabiano Di Pace

Repórter Fotográfica: Carla Cleto

Lançado em dezembro de 2016, o Portal do Cidadão da Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) ultrapassou a marca de um milhão de acessos nesta terça-feira (2), segundo apontou o Google Analytics, serviço gratuito oferecido pela Google, no qual, é apresentada a estatística de visitação de site ativos na Internet.

Por meio do portal, que pode ser acessado no endereço http://cidadao.saude.al.gov.br/, qualquer pessoa pode saber sobre o andamento das ações, programas que estão sendo desenvolvidos pela saúde estadual, repasses financeiros aos hospitais e municípios e andamento das obras.

Segundo a coordenadora de transparência da Sesau, Rita Bittencourt, a ferramenta aperfeiçoa a gestão, tornando públicas às informações mais essenciais, desde os gastos financeiros até os atos administrativos. Por meio do Portal do Cidadão da Sesau, a sociedade alagoana pode acompanhar a prestação de contas de todos os serviços prestados pelo Estado na área da saúde pública.

Rita Bitencourt reforçou que o Portal do Cidadão da Saúde permite que todos os alagoanos possam acompanhar onde os recursos federais e estaduais estão sendo aplicados, além de monitorar todas as metas estabelecidas no Plano Estadual de Saúde (PES) e no Plano Anual de Saúde (PAS). A sociedade também pode ter informações sobre ocorre o funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS), Carta dos Direitos dos Usuários da Saúde e como solicitar a confecção do Cartão SUS.

“As pessoas que acessam o site têm orientações básicas de primeiros socorros para os casos de afogamento, queimadura, choque elétrico, engasgo, hemorragia, parada cardiorrespiratória e crises convulsivas. Atitudes simples que podem salvar vidas, além de dicas sobre a saúde do homem, mulher, criança, adolescente e idoso”, explicou Rita Bitencourt.

Dados de acesso – Com 37% do número de acessos, as instruções sobre preparar o soro caseiro estão em primeiro lugar nas visualizações, seguida de como obter a Declaração de Nascidos Vivos, com 10%.

Outros temas que se destacam pelo número de visualizações são as escalas de plantões dos profissionais que atuam nas unidades de saúde, a exemplo dos médicos, informações sobre os Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e de como se cadastrar a Assessoria de Assistência Farmacêutica (Astaf) para receber medicamentos de alto custo.

“A transparência fortalece a democracia e representa um mecanismo de cidadania. É gratificante observar que os alagoanos estão utilizando o Portal da Transparência da Saúde, exercendo o seu direito de fiscalizar os gastos públicos”, reforçou Rita Bitencourt.

relacionadas

CIB