SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

Sesau faz Seminário de Atualização do Protocolo Clínico da Hepatite C

Imprimir esta Notícia

Repórter: Fabiano Di Pace

Repórter Fotográfico: Olival Santos

Com o apoio do Ministério da Saúde (MS), a Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) promoveu o Seminário de Atualização do Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da hepatite C. O evento, destinado aos técnicos de 44 municípios alagoanos que apresentaram casos da doença em 2018, aconteceu no auditório da Universidade Tiradentes (Unit), no bairro Cruz das Almas, em Maceió.

A hepatite C é uma infecção que pode ser transmitida através da relação sexual, por via perinatal (da mãe para filho), sobretudo durante a gravidez e o parto. A doença também pode ser contraída, ainda, pelo compartilhamento de seringas e agulhas.

Segundo o gerente estadual de vigilância e controle das doenças transmissíveis, Diego Hora, a iniciativa teve o objetivo de preparar os profissionais para que realizem o diagnóstico precoce e manejo clínico correto da hepatite C.

“Participaram do seminário os médicos, enfermeiros e farmacêuticos indicados pelas Secretarias Municipais de Saúde. Com a iniciativa, a Sesau promove um avanço na identificação e tratamento da doença, que pode evoluir para uma cirrose ou câncer”, explicou Diego Hora.

Durante o evento foram tratados temas como o modelo de aquisição dos medicamentos, custo-minimização e a política da assistência farmacêutica. O plano de eliminação da hepatite C e a identificação de casos clínicos também foram temas abordados.

“O combate à hepatite C é uma prioridade da gestão estadual de saúde, que está prestando assistência técnica para auxiliar os municípios no combater à doença. Ela representa uma patologia de fácil diagnóstico e curável, sendo o diagnóstico precoce essencial para um tratamento efetivo e a não manifestação de sequelas”, destacou Diego Hora.    

relacionadas

CIB