SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

Governo do Estado de Alagoas

Farmacêutica do HEA orienta sobre armazenamento de medicamentos

Imprimir esta Notícia

Repórter: Davi Salsa

Repórteres Fotográficos: Carla Cleto e Davi Salsa

As pessoas costumam reservar algum lugar da residência para armazenar medicamentos antigos ou de uso contínuo. Mas esse é um procedimento que deve sempre receber a orientação de um especialista da área. É o que recomenda a farmacêutica Ana Renata Leandro, do Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca.

Ela afirma que é muito comum as pessoas armazenarem medicamentos na cozinha ou no banheiro das residências. “Os remédios não podem ser armazenados em locais quentes e úmidos. O correto é sempre observar o prazo de validade e guardar os medicamentos em lugares arejados”, acrescenta.

Ana Renata Leandro também alerta para o perigo do descarte de remédios usados. A farmacêutica do HE do Agreste lembra que muitas pessoas costumam jogar remédios nos vasos sanitários, pias e no lixo doméstico. “Esse tipo de atitude pode contaminar o lençol freático, agredir o meio ambiente e gerar problemas de saúde pública”, explica.

As substâncias presentes nesses produtos contaminam a água e o solo, podendo afetar organismos vivos, além de pessoas que bebem da fonte ou se alimentam de peixes e outros animais.

A especialista diz que as pessoas devem procurar uma Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua casa ou farmácia comunitária, a fim de entregar medicamentos que estão fora de uso ou com prazo de validade vencido.

“Esses estabelecimentos possuem recipientes adequados para armazenar corretamente esses produtos e até fazerem doações”, revela Ana Renata, orientando as pessoas só tomarem remédio após a recomendação de um médico.

relacionadas

CIB