Profissionais recebem treinamento sobre equipamentos de esterilização

Capacitação foi iniciada nesta terça-feira, 4, e acontece até a próxima sexta-feira, 7
Foto: Ascom / HGE
Profissionais recebem treinamento sobre equipamentos de esterilização
Treinamento teve início nesta terça-feira no HGE
Repórter:
Neide Brandão

Cinquenta profissionais da Central de Esterilização do Hospital Geral do Estado (HGE) estão sendo capacitados em operacionalização de autoclaves, equipamento essencial para esterilização de material hospitalar. O treinamento, que teve início nesta terça-feira (4), e representa mais uma ação do Programa de Valorização do Servidor da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), acontece até a próxima sexta-feira (7).

Segundo a coordenadora da Central de Esterilização do HGE, Dayse Torres, o processo de aprimorar os conhecimentos das equipes de plantão, através de capacitações em suas respectivas áreas de atuação, é relevante. Isso porque, segundo ela, com este trabalho, os profissionais estarão em pleno desenvolvimento profissional e o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) será melhor qualificado.

“A ideia do curso surgiu justamente por isso, profissionalizar ainda mais nossas equipes. Trabalhamos em um setor onde a tecnologia é essencial. Através do conhecimento, colocamos em prática as normas para evitarmos as infecções e proliferação de algumas bactérias e vírus”, explicou a coordenadora da Central de Esterilização do HGE, Dayse Torres.

Na ocasião, o instrutor da empresa Perfectus, Paulo Alcântara, responsável pelo treinamento no HGE, diferenciou as vantagens e desvantagens das embalagens de esterilização e destacou os indicadores físicos, químicos e biológicos da monitorização no processo de esterilização. Também foram apresentados os processos de esterilização e a importância da montagem de carga correta.

“O curso é bem didático e objetivo para quem já trabalha com autoclaves. O correto processo para esterilização numa unidade de saúde fará com que grande parte da microbiótica seja diminuída, refletindo no tempo de internação, no número de complicações do paciente e nos custos econômicos e sociais do tratamento, tendo a ganhar a equipe hospitalar e consequentemente, os pacientes”, frisou.

 



Fonte: Ascom / HGE


Outras Imagens

Profissionais recebem treinamento sobre equipamentos de esterilização
Profissionais recebem treinamento sobre equipamentos de esterilização