Vigilância em Saúde

MODO DE TRANSMISSÃO

A transmissão da influenza A (H1N1) ocorre como em qualquer gripe: através de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas, que pode ocorrer pela tosse ou espirros.

SINTOMAS

Doença aguda de início súbito, com febre, acima de 37,5º C., ainda que referida** - acompanhada de tosse ou dor de garganta, na ausência de outros diagnósticos, podendo ou não estar acompanhada de outros sinais e sintomas como cefaléia, mialgia, artralgia ou dispnéia.

Ressaltamos que esses sintomas devem estar vinculados aos itens A e ou B abaixo:

A. Ter retornado, nos últimos 10 dias, de países com casos confirmados de infecção pelo novo vírus A (H1N1);

OU

Comitê analisa o novo protocolo da gripe A elaborado pelo MS

A reunião discutiu ainda sobre campanha educativa que será elaborada para os ambientes fechados
Fonte: 
Ascom/Sesau-AL

 

O Comitê Estadual de Contingência para o Enfrentamento da Influenza H1NI (gripe A) esteve reunido nesta terça-feira (7), para analisar o novo protocolo que o Ministério da Saúde irá aprovar nos próximos dias. Algumas ações que foram adotadas durante o surgimento dos primeiros casos no Brasil deverão ser alteradas, conforme informações da superintendente de Vigilância em Saúde, Sandra Canuto.

Técnicos do comitê analisam o novo protocolo da gripe A que será aprovado pelo MS
Ascom

Técnicos da Sesau participam de oficina Vigilante de Óbito em Natal

Durante a oficina, a superintendente de Vigilância em Saúde, Sandra Canuto, fez uma apresentação do perfil da mortalidade materna e infantil e das ações que o governo de Alagoas vem desenvolvendo para reduzir o
Fonte: 
Ascom/Sesau-AL


Técnicos da Secretaria de Estado da Saúde participaram da Oficina Vigilante do Óbito, realizada entre 30 de junho a 02 de julho, em Natal. O encontro foi promovido pelo Ministério da Saúde e contou com a participação de representantes dos nove estados do Nordeste.

A oficina teve o objetivo de capacitar os técnicos de saúde em relação à redução dos índices de mortalidade materno-infantil, através da utilização dos instrumentos de investigação das causas dos óbitos.

Durante a oficina, Sandra Canuto apresentou as ações da Sesau para redução da mortalidade em Alagoas.
Ascom

Alagoas registra o trigésimo caso suspeito da nova gripe

A paciente foi liberada, por não apresentar sintomas que pudessem evoluir para um estado de saúde grave.
Fonte: 
Ascom/Sesau-AL


O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), registrou, no domingo (5), o trigésimo caso suspeito de gripe A. A vítima é uma adolescente de 12 anos, que reside em Maceió e esteve na Argentina, no último dia 29 de junho.

A vítima é uma adolescente de 12 anos, que reside em Maceió e esteve na Argentina
Divulgação

Saúde vai capacitar profissionais do turismo para controle da nova gripe

De acordo com Sandra Canuto, relata que 80% dos casos confirmados são do sexo masculino e 20% do sexo feminino
Fonte: 
Ascom/Sesau-AL


A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), por meio da Superintendência de Vigilância em Saúde, informou que Alagoas registrou, até o último dia (2), 28 casos de gripe A (H1N1). Desse total, 11 foram descartados e cinco confirmados, sendo que quatro foram pessoas que estiveram na Argentina e outro nos Estados Unidos. Doze casos suspeitos aguardam resultados dos exames.

De acordo com Sandra Canuto, a Sesau vai promover capacitação para os profissionais que atuam no setor turístico.
Olival Santos

Técnicos da Sesau e de Marechal Deodoro intensificam combate à dengue

Para reforçar a atuação da equipe de Vigilância Epidemiológica no município, os técnicos da Sesau estarão realizando, na próxima semana, uma atualização dos profissionais que percorrem as residências e àqueles
Fonte: 
Ascom/Sesau-AL


Técnicos das secretarias de estadual e municipal de Saúde de Marechal Deodoro  iniciaram ações conjuntas de combate ao mosquito Aedes aegypti, responsável pela proliferação da dengue nos 102 municípios, com ênfase nos 19 definidos pelo Ministério da Saúde como prioritários em Alagoas, entre eles Marechal Deodoro.

Segundo Cleide Moreira, quatro técnicos da Sesau estão em Marechal Deodoro investigando os procedimentos adotados em relação ao caso
Olival Santos

Médicos participam do curso sobre alterações faciais em pacientes HIV positivo

A representante da Secretaria de Estado da Saúde, Vânia Simões, disse que apesar do aumento da sobrevida dos portadores de HIV/Aids por meio dos anti-retrovirais, a lipodistrofia compromete a qualidade de vida
Fonte: 
Ascom/Sesau-AL

A Secretaria de Estado da Saúde iniciou nesta quinta-feira (2), uma curso sobre a lipodistrofia facial dos portadores de HIV/ Aids. O treinamento, realizado no auditório do Hospital Universitário, é destinado a dermatologistas e cirurgiões plásticos. A lipodistrofia é a alteração que ocorre em parte do corpo de pessoas em tratamento de Aids. O curso será encerrado na sexta-feira (3), às 12h.

O treinamento foi voltado para médicos dermatologista e cirurgiões plásticos
Olival Santos

Gripe A: Sesau distribui material informativo em pousadas e hotéis de Maceió

Os administradores dos hotéis foram orientados também a afixar os cartazes em lugares de grande visibilidade, a exemplo das copas, recepções e elevadores
Autor(es): 
Ascom / Saúde
Fonte: 
ASCOM / Saúde

Após registrar cinco casos confirmados de Gripe A no Estado, o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), trabalha no sentido de evitar a proliferação da doença. Nesta quarta-feira, os técnicos distribuíram na rede hoteleira de Maceió materiais informativos sobre a gripe A.

Técnico do Cievs distribue matérial informativo em hotéis e pousadas de Maceió
Olival Santos

Saúde promove curso sobre alterações faciais em pacientes HIV positivo

O curso contará com a participação do médico Márcio Serra, do Hospital Gaffré Guinle, do Rio de Janeiro.
Fonte: 
Ascom/Sesau-AL

 

A Secretaria de Estado da Saúde inicia nesta quinta-feira (2), uma capacitação sobre a lipodistrofia facial dos portadores de HIV/ Aids, às 9h, no auditório do Hospital Universitário, destinada a dermatologistas e cirurgiões plásticos. A lipodistrofia é a alteração que ocorre em parte do corpo de pessoas em tratamento de Aids. O curso será encerrado na sexta-feira, às 12h.

A lipodistrofia é a alteração que ocorre em parte do corpo de pessoas em tratamento de Aids.
Ascom