NOTA -Transferência de pacientes com câncer do HGE é assegurada

A Sesau reforça que o HGE é referência no SUS para tratar os casos de urgência e emergência de alta complexidade
Foto: Olival Santos
NOTA -Transferência de pacientes com câncer do HGE é assegurada
O objetivo da ação é acelerar as transferências para assegurar assistência especializada nos Centros de Alta Complexidade em Oncologia
Repórter:
Ascom / HGE

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), por meio da direção do Hospital Geral do Estado (HGE), vem a público informar que tomou todas as providências para garantir a transferência dos pacientes com neoplasias internados nesta unidade. 

Em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Maceió, o HGE realizou na tarde desta quinta-feira (19) a transferência de uma paciente para a Santa Casa de Misericórdia de Maceió e já agendou a transferência de outro paciente para amanhã (20).  Com a viabilização dessas duas transferências, o HGE contará com três pacientes que também deverão ser transferidos em seguida.

Durante reunião entre o superintendente de Atenção à Saúde da Sesau, Vanilo Soares; o gerente médico do HGE, Rogério Barboza e o secretário municipal de Saúde, Adeilson Loureiro ficou definido a criação de um protocolo de transferência de pacientes oncológicos. Ao receber um paciente com esse perfil, a gerência de internação entrará em contato imediato com a Secretaria Municipal de Saúde, que se comprometeu em garantir leitos num prazo máximo de 24h.

O objetivo da ação é acelerar as transferências para assegurar assistência especializada nos Centros de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon’s) da Santa Casa e do hospital Universitário (HU), que são os dois serviços credenciados pelo Ministério da Saúde para o tratamento de neoplasias pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Alagoas. 

A Sesau reforça que o HGE é referência no SUS para tratar os casos de urgência e emergência de alta complexidade, principalmente vítimas de traumas e Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Atenciosamente,

Secretaria de Estado da Saúde



Fonte: Ascom / HGE