Marcação de consultas e exames especializados passa a ser online

Com a implantação do novo sistema o usuário não precisará enfrentar filas
Foto: Olival Santos
Marcação de consultas e exames especializados passa a ser online
Alagoas é um dos estados pioneiros na implantação da Regulação utilizando o Sisreg
Repórter:
Luciana Mendonça

As marcações de consultas e de exames especializados ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) estão sendo disponibilizadas via online pelo Sistema de Regulação (Sisreg). A Política de Regulação do Sistema Único de Saúde (SUS) foi instituída no País através da Portaria/MG N° 1.559 e faz parte de uma ação integrada nas três esferas Federal, Estadual e Municipal. 

Com a implantação do novo sistema que passou a funcionar a partir da segunda-feira (14),  o usuário do SUS não precisará mais se deslocar ao I Centro de Saúde ou Ambulatório do Hospital Geral do Estado (HGE) para marcar consultas ou exames, uma vez que, eles serão marcados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) a partir desse sistema. 

De acordo com coordenador Setorial de Gestão de Informática (CSGI), Celyrio Adamastor Barreto, a iniciativa tem o objetivo de humanizar o atendimento destinado aos pacientes dos SUS e diminuir a burocracia, melhorando a assistência e qualidade no atendimento.  

“Agora o paciente de Maceió já pode marcar a consulta na unidade próxima de sua residência pelo sistema”, disse o coordenador, ressaltando que se caso a unidade não tiver interligada, o funcionário da unidade básica deve ligar para o Complexo Regulador Municipal, através do telefone: 3315-7338 e fazer o agendamento da consulta ou exames.

Alagoas é um dos estados pioneiros na implantação da Regulação, utilizando o Sisreg, tendo iniciado esse processo em 2007, com o desenho de três Complexos Reguladores: um Complexo Regulador Estadual e dois nas Macrorregiões de Saúde, Maceió e Arapiraca, obedecendo ao Plano Diretor de Regionalização (PDR). Também já foram implantadas Centrais de Regulação em 11 microrregiões, das 13 existentes no PDR.  

“As vagas para os procedimentos ambulatórias e hospitalares costumavam ser utilizados pelos serviços de saúde sem considerar a gravidade do estado de saúde do paciente e também os municípios de referência recebiam pacientes sem a devida pactuação, comprometendo o atendimento”, ressalta o superintendente de Regulação, Controle, Avaliação e Auditoria (Suraud), Antônio de Pádua. 

Segundo ele, Alagoas começou, gradativamente, a eliminar as requisições em formulário de papel. Com o Sisreg está iniciado um processo de informatização e os municípios já foram capacitados para avançar na Regulação. 

O processo de Regulação começou com a atenção ambulatorial, ou seja, com consultas e exames. Os municípios executantes disponibilizam a quantidade de vagas ofertadas por dia para os municípios solicitantes, de acordo com o Programa de Pactuação Integrada (PPI). 

Após o atendimento na Unidade Básica de Saúde (UBS), os exames solicitados e os encaminhamentos às especialidades são agendados eletronicamente através do Sisreg, onde o paciente recebe um formulário de Autorização de Procedimento Ambulatoriais constando os dados da unidade de saúde que vai executar o atendimento, com data e local previamente agendados. 

“Isso irá favorecer o ordenamento do fluxo da demanda, evitando filas formadas em busca das fichas para o atendimento, o programa representa um avanço no SUS para Alagoas”, destaca Antônio de Pádua. 



Fonte: Ascom / Saúde