Técnicos da Saúde discutem Política Nacional de Humanização no SUS em Alagoas

A iniciativa visa discutir com profissionais e gestores da saúde os avanços e desafios enfrentados pelo SUS para uma implantação plena do modelo de humanização.
Foto: Ascom / SAMU
Técnicos da Saúde discutem Política Nacional de Humanização no SUS  em Alagoas
Representantes de diversos órgãos da Saúde participaram da reunião
Repórter:
Fabiano Di Pace

A Câmara Técnica de Humanização do Sistema Único de Saúde (SUS) de Alagoas realizou nesta quinta-feira (09), no auditório do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu - 192), uma reunião com representantes de diversos órgãos da saúde do Estado sobre a Política Nacional de Humanização, idealizada pelo Ministério da Saúde.
 
A iniciativa visa discutir com profissionais e gestores da saúde os avanços e desafios enfrentados pelo SUS para uma implantação plena do modelo de humanização. “As equipes que abraçam a missão da humanização nas unidades de saúde têm o objetivo de envolver por atitudes e ações humanizadoras a rede do SUS, incluindo gestores, trabalhadores da saúde e usuários”, explicou a assistente social e membro do grupo gestor da Câmara Técnica, Luzia Maria da Guia Malta Prata.
 
“Esta é uma estratégia importante, porque visa unir a população e o governo em prol de um atendimento mais eficiente e sensível aos anseios da população”, destacou a coordenadora administrativa do Samu,  Aldilene da Guia Paiva.

Humanização no Samu – A gerência do Samu aproveitou a oportunidade para reafirmar o total compromisso da instituição com a política de humanização do governo federal. “O Samu hoje atende ao seu usuário com profissionais altamente especializados e prontos para oferecer um serviço de saúde pautado no profissionalismo”, afirmou o gerente do Samu Maceió Carlos Adriano da Silva Santos.

O gerente destacou ainda o recebimento do Samu Alagoas, no final do ano passado, do selo de ética e gestão de maturidade nível 4 (nota máxima) de excelência em Atendimento Pré Hospitalar -192. “Essa certificação marcou o trabalho e compromisso por parte da Central de Atendimento em oferecer a população um atendimento humanizado pautado por princípios éticos e respeito à vida”, disse Carlos Adriano.

Participaram da reunião representantes de diversos da Secretaria Estadual de Saúde de Alagoas (Sesau), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Hemocentro de Alagoas (Hemoal), Hospital Geral do Estado (HGE), Maternidade Escola Santa Mônica, Secretaria Municipal de Saúde de Rio Largo, Ambulatório 24 horas Dom Miguel Câmara, Ambulatório 24 horas Assis Chateaubriand, Unidade de Programa Saúde da Família do conjunto Carminha em Maceió entre outros.  



Fonte: Ascom / SAMU