Samu apresenta estatísticas durante Semana de Ciência e Tecnologia

Durante o evento, o setor de Estatística do Samu apresentou os dados relativos às ocorrências de trânsito em Maceió no último mês de agosto. De acordo com os dados, o Farol é o bairro que lidera os acidentes de
Foto: Arnaldo Santtos
Samu apresenta estatísticas durante Semana de Ciência e Tecnologia
Setor de estatísticas do Samu apresentados os dados sobre os bairros com maiores índices de acidentes de trânsito.
Repórter:

 

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) apresentou nesta terça-feira (20), durante a Semana Estadual de Ciência e Tecnologia, dados estatísticos dos atendimentos realizados pela equipe de profissionais. O evento é promovido pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e está em sua sexta edição.

Durante o evento, o setor de Estatística do Samu apresentou os dados relativos às ocorrências de trânsito em Maceió no último mês de agosto. De acordo com os dados, o Farol é o bairro que lidera os acidentes de trânsito, principalmente entre carro e moto.

O local de maior incidência de acidentes é a Avenida Fernandes Lima, principalmente em frente ao 59º Batalhão de Infantaria; a Unimed; a Loja o Borrachão; a Companhia Energética de Alagoas (Ceal); Hospital Santa Juliana e na rua José de Alencar, no semáforo.

Em seguida vem a BR 104, próximo a Universidade Federal de Alagoas (Ufal); entrada do município de Rio Largo, além da pista de acesso ao Aeroporto Zumbi dos Palmares.

No bairro do Centro, o local onde mais ocorre acidentes são: Ladeira dos Martírios, em frente a Procuradoria Geral; na rua das Árvores e na rua Buarque de Macedo, próximo ao Supermercado Bompreço.

“Estes são alguns dos dados apresentados pela pesquisa que realizamos durante todo o mês. Com esse trabalho, esperamos que as autoridades, principalmente a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) adote medidas que possam reduzir os acidentes de trânsitos e que também os motoristas e pedestres sejam mais atentos”, alertou Suzana Malta, responsável pelas estatísticas do Samu.

Samu nas Escolas - Outra pesquisa realizada pelo Samu foi sobre os trotes e ligações indevidas recebidas todos os dias pelo órgão. De acordo com a assistente social do Samu, Ana Lúcia Tojal, de todas as ligações recebidas, 80% são de trotes ou ligações indevidas.

Para amenizar ou reduzir os trotes, o Samu criou o projeto “Samu nas Escolas” que se baseia em orientações do Ministério da Saúde (MS). Por meio de palestras educativas, profissionais do Samu orientam alunos e professores da rede pública e privada de ensino sobre a importância de somente acionar o serviço em casos de urgência.

“Com as palestras, estamos chamando a população para a co-responsabilidade dos serviços prestados à comunidade, principalmente alunos, pais e professores das escolas públicas. O objetivo é mostrar a importância do Samu para a comunidade e o quanto os trotes podem prejudicar os atendimentos”, disse Ana Lúcia Tojal.

 

 



Fonte: Ascom/Sesau-AL