Sinavisa - Informações Gerais

Versão para impressãoVersão para impressãoEnviar por emailEnviar por email1. Histórico resumido O Sinavisa inicialmente foi concebido pela Vigilância Sanitária de Goiás sendo adotado pela ANVISA (após a análise de outros sistemas de informação em vigilância sanitária) como o sistema padrão de coleta e manipulação de informações. Link: http://sinavisa.anvisa.gov.br 2. Recursos O Sinavisa (Sistema Nacional de Informação em Vigilância Sanitária) é uma ferramenta web de gestão voltada especificamente para ações das Vigilâncias Sanitárias, nos âmbitos estadual e municipal. Este proporciona a padronização de processos internos da VISA. Dadas as muitas funcionalidades que este sistema possui está a emissão dos documentos abaixo citados: 2.1. Requerimento (é este documento que inicia o processo de inspeção e culmina com a emissão ou não da licença sanitária); 2.2. Boleto bancário; 2.3. Ordem de Serviço (este documento deve ser assinado pelo Chefe do Setor ou Ditetor da VISA e diz respeito a autorização da ação fiscalizadora no estabelecimento ou indústria); 2.4. Relatório de Inspeção; 2.5. Licença Sanitária. Além destes, há muitos outros recursos como um assistente de relatórios, funções básicas de cadastro de RH (muito embora esta não seja sua função primordial), agenda eletrônica, comunicação interna (para troca de experiências entre usuários do Brasil), fluxo de processo eletrônico (tramitação de processos via sistema) entre outros recursos. Para acessar o sistema será necessário entrar em contato com a equipe de suporte da Vigilância Sanitária Estadual. 3. Requisitos Para uso do sistema, a VISA precisa de computador com acesso à rede mundial de computadores (preferencialmente acesso via banda larga de 300 kbps ou superior) e impressora. Outro requisito é que o Sinavisa só funciona plenamente em sistema operacional Windows (do 2000 Professional em diante) e navegador da Microsoft (o Internet Explorer da Versão 6.0 em diante). Outros sistemas operacionais (como os GNU/Linux Debian e Ubuntu) e navegadores (Mozilla Firefox e Opera) até funcionam, entretanto depois de alguns testes constatou-se que alguns módulos do sistema não funcionam corretamente. 4. O sistema atualmente Atualmente há a perspectiva de melhoramento de alguns módulos e do aprimoramento de algumas áreas (como é o caso da tabela de atividades) no sentido de deixar o sistema correspondendo, de forma mínima, as necessidade dos estados e municípios brasileiros. A Anvisa formou, em 2008, o Grupo de Instrutores do Sinavisa (GIS), formado por Técnicos das Vigilâncias Sanitárias Brasileiras. O objetivo do GIS e difundir o uso do Sinavisa nos Estados brasileiros, promovendo capacitações. Alagoas possui dois representantes no GIS (Daniel Gomes Dantas e Fernando Romeiro). Parelamente, existem estados e cidades que desenvolveram sistemas próprios de gestão em VISA (como é o caso de São Paulo e Recife, Belo Horizonte e Florianópolis, entre outros). 5. Suporte em Alagoas A Vigilância Sanitária de Alagoas conta com uma equipe específica para a administração do Sinavisa e de outros sistema de informação ligados à vigilância sanitário (como o Notivisa). Esta encontra-se capacitada para prestar todo suporte necessário para implantação e manutenção do sistema nos municípios alagoanos. Para maiores informações sobre como proceder com a implantação do sistema, capacitação e cooperação técnica, segue abaixo as formas para entrar em contato com a equipe de gestão do sistema da Vigilãncia Sanitária em Alagoas: 5.1. Através dos telefones: (82) 3315-3779, no horário de 08:00 às 14:00 horas; 5.2. Através do e-mail: sinavisa@saude.al.gov.br. 6. Ambiente de treinamento do sistema O Sinavisa possui um ambiente de treinamento. Nele será possível conhecer e exercitar suas funcionalidades sem medo de excluir dados importantes. Para acessá-lo será necessário solicitar login e senha de acesso à Vigilância Sanitária Estadual. Link: http://sinavisa.anvisa.gov.br/treinamento/default.htm