Secretaria de Estado
da Saúde

Secretaria de Estado da Saúde
Pesquisar
Close this search box.

Hospital de Emergência do Agreste atende 4.800 vítimas de acidentes de trânsito nos quatro primeiros meses deste ano

[print-me target=”#titulo_post, #metadados_post, #texto_post, #rodape_site” /]

Repórter: Tony Medeiros
Fotos: Carla Cleto e Pedro Torres

No primeiro quadrimestre deste ano, o HEA atendeu 25.420 pessoas, sendo 4.830 vítimas de acidentes de trânsito

Os caminhos para evitar acidentes de trânsito vão passar sempre pela direção defensiva, combatendo Imprudência, imperícia e negligência. Nos quatro primeiros meses deste ano, o Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca, acolheu um total de 25.420 pessoas. Deste número, 4.830 foram vítimas de acidentes de trânsito, sendo 2.948 acidentes envolvendo motocicletas.

Enéias dos Santos, de 30 anos, mecânico de motos, sofreu um acidente no último dia 19 de abril, na rodovia AL-110, em Arapiraca. “Eu estava a caminho de um atendimento fora da oficina. Estava na rodovia quando um carro atravessou na minha frente. Não deu tempo de parar a moto”, afirmou Enéias.

O mecânico teve uma fratura no tornozelo e quase perdeu o pé. “A agilidade dos profissionais do Hospital de Emergência do Agreste salvou meu pé. Sou muito grato pela ação rápida deles”, ressaltou.

Casado, pai de um garoto de 10 anos, o mecânico de motos lamenta a situação e considera que poderia ter evitado o acidente. “Lógico que o motorista do carro poderia ter esperado mais um pouco até eu passar, mas se adiantou e passou na minha frente. Mas se eu estivesse mais lento, poderia ter me livrado da colisão. Fica a lição para andar com cautela, dirigir por mim e pelos outros”, disse Enéias.

Ele passou quase um mês internado no HEA e recebeu alta para continuar a recuperação em casa. Entretanto, terá que ficar por três meses sem poder trabalhar. “Mais 90 dias de molho, mas vivo graças a Deus e a equipe do Hospital de Emergência do Agreste”, salientou o mecânico.

Enéias Santos sofreu fratura no tornozelo direito em decorrência de um acidente de moto, que poderia ter sido evitado, segundo ele próprio admite

Atropelamento

O agricultor Ivaldo Canuto, de 52 anos, está internado no HEA desde o dia 10 de março deste ano. A prima dele, a aposentada Angelúcia Sousa, de 62 anos, conta que Ivaldo havia ingerido bebida alcoólica e retornava a pé para casa, na comunidade Baixa da Onça, município de Feira Grande.

“Era por volta das 7 horas da noite do domingo, dia 10 de março. Ele estava andando na beira da pista. Alguns amigos até falaram para ele ter cuidado com os carros e as motos. Mas quando ele se virou, uma moto jogou ele longe. Tinha um casal na moto e não pareceu que estavam embriagados. O rapaz até ligou para a família explicando a situação”, afirmou Angelúcia Souza.

Ivaldo sofreu uma contusão na cabeça, teve fraturas nas duas pernas e até precisou fazer hemodiálise enquanto estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Ele é um milagre de Deus, que usou as equipes do Hospital de Emergência do Agreste para salvar a vida dele. Está se recuperando aos poucos”, declarou a prima do agricultor.

A aposentada Angelúcia Sousa agradece a equipe do HEA por ter salvo a vida do primo Ivaldo Canuto no HEA, que está internado desde o último dia 10 de abril, após ter sido atropelado

Ivaldo e a família também estão sendo acompanhados pela equipe multiprofissional do programa Preparando a Volta para Casa, que funciona no HEA. O objetivo é preparar a família, explicando e ensinando algumas técnicas que farão parte da rotina da casa, quando Ivaldo receber alta hospitalar.

A coordenação do programa, preocupada com o elevado índice de pessoas que recebem atendimento por causa de acidentes de trânsito, realiza uma programação especial no Maio Amarelo, mês de conscientização para a redução de acidentes. Para isso, diversas palestras estão sendo realizadas para os acompanhantes dos pacientes, conscientizando-os sobre a importância de respeitar as leis de trânsito.

“O objetivo é multiplicar informações sobre direção defensiva e cuidados que podem prevenir acidentes, além de sempre chamar a atenção para o uso de dispositivos de segurança, como capacete para os motociclistas, e cinto de segurança para condutores e passageiros de outros veículos. E, principalmente, evitar a ingestão de bebida alcoólica”, disse a psicóloga Mônica Leal, coordenadora do Preparando a Volta para Casa.

Atualizada em:

Leia também

Saúde

Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas

Av. da Paz, 978 – Jaraguá, Maceió – AL, 57022-050.
+55 82 3315-1102
Desenvolvido pela Gerência Executiva de Tecnologia da Informação
Governo do Estado de Alagoas ©2020-2022

Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas

Menu

Mídias Sociais