Secretaria de Estado
da Saúde

Secretaria de Estado da Saúde
Pesquisar
Close this search box.

Hospital Metropolitano de Alagoas é referência na realização de cirurgias de vasectomia

[print-me target=”#titulo_post, #metadados_post, #texto_post, #rodape_site” /]

Repórter: Neide Brandão
Fotos: Anderson Oliveira

O Hospital Metropolitano realiza oito cirurgias de vasectomia pelo SUS

Considerado um dos métodos contraceptivos mais eficazes, a vasectomia está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). Em Alagoas, o Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), em Maceió, vem se destacando como referência no procedimento. Mensalmente, cerca de oito pacientes passam pela intervenção cirúrgica, que leva menos de 20 minutos e não há necessidade de internação.

O médico urologista Sérgio Lopes, também responsável pela área no hospital, explicou que, como pré-requisito, o homem deve ter mais de 21 anos de idade ou no mínimo dois filhos vivos. O procedimento cirúrgico leva de 15 a 20 minutos e não há necessidade de internação. 

“Com o uso de anestesia local, identificamos o canal responsável pela passagem dos espermatozoides. A partir daí, é retirado um fragmento de cada um dos dois canais, a fim de evitar essa passagem e garantir a contracepção”, explicou o urologista.

Segundo o especialista, para uma boa recuperação, o paciente deve fazer repouso, principalmente no dia do procedimento. “O homem deve evitar esforço físico após a cirurgia, entretanto, pode retornar suas atividades em torno de dois dias após o procedimento e não existe risco de hérnia e sangramentos, basta ter os cuidados normais para evitar infecções, que são a troca dos curativos e lavagem com água e sabão neutro, além de tomar os antibióticos prescritos”, esclareceu.

Se formos comparar a cirurgia masculina com a feminina, a masculina é uma cirurgia praticamente indolor para o homem, conforme explicou o médico. “E não o deixa impotente, não mexe com a ereção, não acontece nada relacionado a sexualidade a não ser bloquear a entrada de espermatozoides”, acrescentou Sérgio Lopes.

Como pré-requisito, o homem deve ter mais de 21 anos de idade ou no mínimo dois filhos vivos

Beneficiado

O técnico em telecomunicações Maxuel Costa, de 43 anos, realizou vasectomia recentemente, após decisão em comum com a esposa. “Temos três filhos, um deles já é pai e de uma princesa! Minha esposa queria muito ter uma menina! O nascimento de nossa neta realizou esse sonho. Então, sentamos para conversar sobre a necessidade de fazer o procedimento e, agora concretizamos”, descreveu.

Como ele, o comerciante João Paulino Cavalcante, de 36 anos, também passou pelo procedimento de vasectomia no Hospital Metropolitano de Alagoas recentemente. Ele contou que a cirurgia e o tempo de recuperação foram bastante tranquilos. “Não me arrependo em nada, pois foi uma atitude muito bem pensada. Sou casado e já tenho filhos. Definimos sobre o procedimento e, a partir daí, iniciamos os preparativos no posto de saúde, há 10 meses. Entre o encaminhamento para o HMA e o procedimento, não aguardamos 20 dias”, concluiu.

O médico urologista do HMA, Sérgio Lopes, ressalta que o procedimento cirúrgico durante, em média, 20 minutos

Como realizar o procedimento pelo SUS

Para realizar a cirurgia de vasectomia, o interessado deve, primeiramente, procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência e expressar a vontade de utilizar o método definitivo de planejamento familiar.

O paciente, então, será encaminhado para um especialista, que apontará os exames pré-operatórios e orientações para a cirurgia. Como se trata de uma esterilização, os pacientes são submetidos a um questionário detalhado e, também, a um tempo de espera de 60 dias para refletirem sobre o assunto. Só depois desse prazo, se o homem continuar com a decisão, a cirurgia será agendada em uma unidade referenciada, como o Hospital Metropolitano de Alagoas.

Atualizada em:

Leia também

Saúde

Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas

Av. da Paz, 978 – Jaraguá, Maceió – AL, 57022-050.
+55 82 3315-1102
Desenvolvido pela Gerência Executiva de Tecnologia da Informação
Governo do Estado de Alagoas ©2020-2022

Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas

Menu

Mídias Sociais