Secretaria de Estado
da Saúde

Secretaria de Estado da Saúde
Pesquisar
Close this search box.

Sesau inicia distribuição da vacina Pfizer Baby contra Covid-19

[print-me target=”#titulo_post, #metadados_post, #texto_post, #rodape_site” /]

Repórter: Fabiano Di Pace
Repórter Fotográfico: Olival Santos

Sesau já entregou 3.030 doses para a Secretaria de Saúde de Maceió

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) iniciou, nesta quarta-feira (16), a distribuição da vacina Pfizer Baby às Secretarias Municipais de Saúde do Estado, destinada a imunização de crianças de seis meses a menores de 3 anos (2 anos, 11 meses e 29 dias) contra a Covid-19.

Para garantir a eficácia e segurança da imunização das crianças, a Sesau capacitou os coordenadores de Imunização e de Atenção Básica dos 102 municípios alagoanos sobre a aplicação da vacina. A partir de agora, eles ficarão responsáveis pelo treinamento dos técnicos municipais que vão atuar diretamente na vacinação do público-alvo estabelecido pelo Ministério da Saúde (MS).

No total, Alagoas recebeu 17.100 doses da vacina Pfizer Baby e, neste primeiro momento, estarão disponíveis 11.400 doses aos municípios, de forma equânime e de acordo com os dados populacionais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As demais 5.700 doses permanecerão armazenadas estrategicamente na sede do Programa Nacional de Imunização (PNI), em Maceió.

O município de Maceió, que possui a maior população na faixa etária dos seis meses a menores de 3 anos, recebeu 3.030 doses da vacina Pfizer Baby. Na sequência, Arapiraca deve receber 840 doses; Rio Largo será contemplado com 280 doses; e Palmeira dos Índios com 270, conforme informou o PNI em Alagoas.

Vacina Pfizer Baby é destinada a crianças com comorbidades, na faixa etária de seis meses a menores de 3 anos

A enfermeira do PNI/AL, Laudicéia Vieira, uma das facilitadoras da capacitação, informou que as vacinas Pfizer Baby serão administradas em três doses. Conforme o MS, o intervalo entre a primeira e segunda dose deve ser de 28 dias e a terceira dose deve ser administrada após 56 dias. “Essa etapa é voltada especificamente para crianças com comorbidades, a exemplo de Síndrome de Down, cardiopatias, imunossuprimidos, obesidade mórbida, problemas neurológicos crônicos, renais, entre outros”, destacou Laudiceia Vieira.

Ainda de acordo com a enfermeira do PNI/AL, a imunização é um ato de amor dos pais e responsáveis para com seus filhos. “Por isso, todo pai que ama seu filho e tem responsabilidade, deve imunizá-lo, não apenas contra a Covid-19, mas contra todas as demais doenças que já possuem vacinas disponíveis pelo SUS [Sistema Único de Saúde], como a paralisia infantil, o sarampo e outras patologias que foram controladas graças ao trabalho conjunto da comunidade científica e da população”, ressaltou.

Atualizada em:

Leia também

Saúde

Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas

Av. da Paz, 978 – Jaraguá, Maceió – AL, 57022-050.
+55 82 3315-1102
Desenvolvido pela Gerência Executiva de Tecnologia da Informação
Governo do Estado de Alagoas ©2020-2022

Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas

Menu

Mídias Sociais